Guedes pode sair se reforma não for aprovada

Após o ministro da Economia, Paulo Guedes, dizer à revista Veja que poderia “ir embora” caso a reforma da Previdência não fosse aprovada, o presidente Bolsonaro fez, no Nordeste, defesa enfática da proposta de reforma enviada ao Congresso, que prevê economia de R$ 1 trilhão. Bolsonaro negou atrito: “Se for uma reforminha ou não tiver reforma, não precisa mais de ministro da Economia, porque o Brasil pode entrar em caos econômico”. (Globo)

Governo quer usar Fundo Amazônia

O governo quer usar o Fundo Amazônia, criado com dinheiro doado por Noruega e Alemanha e calculado em R$ 3,4bilhões, para indenizar e retirar donos de propriedades privadas de áreas de conservação. Segundo o Ministério do Meio Ambiente, muitas unidades ambientais foram criadas em locais onde já havia famílias que, comisso,passaram a viver em situação irregular. As indenizações, então, seriam pagas para que elas deixassem o lugar. (Globo)

 

TRF bloqueia R$ 258 mi de senador

Em investigação de esquema de corrupção na Petrobrás, o TRF-4 determinou bloqueio de R$ 3,6 bilhões de políticos de MDB, PSB e PP e de empresas. Entre os alvos está o líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE). O senador terá bens congelados no valor de até RS 258 milhões.(Estado)

 

Mais Médicos encolhe

Governo Bolsonaro optou por renovar vagas apenas em cidades classificadas de maior vulnerabilidade, até que haja a substituição do Mais Médicos por programa a ser criado. Cidades de perfis maiores, como capitais, municípios em regiões metropolitanas e outras com mais de 50 mil habitantes, têm ficado de fora de editais e de reposições. (Folha)

 

Abuso de poder

Alguns Fiscais da ANTT em Minas Gerais tomaram partido na briga entre empresas tradicionais de ônibus e a Buser, startup de empresários que tem feito passageiros economizarem até 60% nas viagens intermunicipais. Recentemente, em Pouso Alegre, um fiscal da agência desrespeitou a decisão da Justiça Federal que permite o funcionamento do aplicativo e não só reteve o ônibus como deteve, por cerca de 2 horas, todos os passageiros que iam de São Paulo a Belo Horizonte.

 

Despacho de bagagem de graça

No mesmo dia em que as atividades da Avianca foram suspensas no Brasil, o presidente Jair Bolsonaro anunciou que vai sancionar o texto da medida provisória (MP) 863, que obriga as companhias aéreas a despacharem bagagens gratuitamente, revogando uma norma da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

Apelo pela reforma

Em sua primeira visita ao Nordeste desde que tomou posse, o presidente Jair Bolsonaro fez um apelo a governadores e prefeitos para que trabalhem pela aprovação da reforma da Previdência, alegando que a proposta é fundamental para reduzir desigualdades no País.

“Temos um desafio pela frente que não é meu. É também dos senhores governadores e prefeitos, independentemente de questão partidária. É a reforma da Previdência, sem a qual não podemos sonhar em botar em prática algo que estamos sonhando neste momento”, afirmou Bolsonaro em Recife.

Criados mais 129 mil empregos 

Beneficiada pelos serviços e pela indústria, a criação de empregos com carteira assinada atingiu, em abril, o maior nível para o mês em seis anos. Segundo dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, 129.601 postos formais de trabalho foram criados no último mês. O indicador mede a diferença entre contratações e demissões.

A última vez em que a criação de empregos tinha superado esse nível foi em abril de 2013, quando as admissões superaram as dispensas em 196.913. A criação de empregos totaliza 313.835 de janeiro a abril e 477.896 nos últimos 12 meses.

 

Proibido homenagear corruptos

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas, sancionou nesta sexta-feira, 23, uma lei que impede que figuradas condenadas por atos de corrupção sejam homenageadas em logradouros públicos. Ou seja, não será possível ter na capital ruas nomeadas em homenagem a políticos como o ex-prefeito Paulo Maluf ou ao ex-presidente Lula. A lei, assinada pelos vereadores Rinaldi Digilio e Fernando Holiday, foi aprovada pela Câmara dos Vereadores em abril.

Ministro manda liberar R$ 81 milhões para Minas

O ministro Luiz Fux, do Supremo, deferiu medida liminar na Ação Cível Originária (ACO) 3270 para que a União se abstenha de bloquear R$ 81,3 milhões das contas do Estado de Minas.

O ministro determinou, ainda, que eventuais valores bloqueados, relativos à contragarantia de parcelas de empréstimos contratados com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e com a Agência Francesa de Desenvolvimento, sejam devolvidos no prazo de até 24 horas.

Visitas intimas

O ex-presidente Lula já não batalha tanto por um frigobar para sua sala-cela na superintendência da Polícia Federal em Curitiba: ele quer visitas íntimas de sua namorada, a socióloga Rosângela da Silva, com que pretende se casar quando “sair da prisão”. Seus advogados estão tentando, com muita discrição, que ele seja atendido – e está difícil. O romance ganhou destaque lá fora. O francês Libération publicou: “Lula, amoureux, veut se remariers’ilsort de prison”. Rosângela conheceu Lula há anos, quando ele visitou Itaipu, no primeiro mandato e Gleisi Hoffmann comandava o financeiro da hidrelétrica.

MP do Saneamento

Nada menos do que 24 milhões de moradias no Brasil não tem acesso a água e esgoto. Agora a MP do saneamento que poderia atrair investimentos de R$ 700 milhões até 2033 no país, perderá a validade se não for votada até dia 3 de junho, devido à falta de acordo entre governo, estados e Congresso. Sem a MP aprovada, à propósito, a venda da Sabesp, em São Paulo, vai por água abaixo.

Na base do achismo

Alguns integrantes de primeiro escalão demonstraram surpresa com o resultado da pesquisa realizada pelo Grupo Cioffi de Comunicação, sobre a atual administração. Estavam certos de que o governo tinha uma aprovação muito maior do que o apontado na consulta. E até fizeram ilações, tentando desmoralizar a pesquisa que não lhes é favorável.

Se o governo fosse realmente técnico, e menos amador, faria uma pesquisa junto a população a cada seis meses para avaliar a opinião dos moradores, e com isso corrigir as falhas apontadas pela pesquisa. Saberiam inclusive o que a população espera do governo, evitando fazer espuma, fruto de improviso como este do programa “Meu Bairro de Volta”, criado de uma hora para outra na tentativa de melhorar o ibope do prefeito.

Mas isso seria exigir muito do secretário de governo que acumula também a pasta da comunicação e não dá conta nem de uma nem da outra. Mesmo assim, segundo informações, deve sair de férias nos próximos dias para “aliviar o cansaço”.

De bem com a vida

Quem está parecendo pinto no lixo, de tanta alegria, é o ex-prefeito Eloisio Lourenço, que durante dois anos e alguns meses permaneceu no ostracismo, sem espaço na mídia, inclusive nos veículos que tanto ajudou quando estava no governo.

Sua entrevista no “Poços em Debate” “bombou” e daí em diante renasceu na política, sendo apontado como o preferido na pesquisa do Grupo Cioffi para voltar ao comando da prefeitura na eleição de 2020.

Vai mudar de partido

Durante toda a tarde de ontem, Eloisioe o ex-secretário de governo Fernando Posso, estiveram reunidos com a ex-veredora Regina Cioffi, com quem combinou caminhar juntos na eleição do próximo ano. Eloisio adiantou para a ex-vereadora que deve deixar o Partido dos Trabalhadores e se filiar em outra legenda, seguindo o mesmo caminho dos ex-petistas Paulinho Courominas e Flávio Faria.

Regina saiu da conversa satisfeita, disposta a ampliar a conversa com o ex-prefeito buscando agregar novas lideranças para formar um grupo que tem como alvo a conquista do governo municipal e representação no legislativo.

Trio da PUC

Nada de estranho na reunião de quinta-feira à noite entre o suplente de deputado Ulisses Guimarães, e os secretários Celso Donato (Governo) e Thiago Biagioni (Serviços Públicos), o trio agitou durante alguns anos os diretórios da PUC, onde foram colegas de universidade. Faltou na reunião apenas o vereador Lucas Arruda para completar o quarteto que comandou os diretórios com muito sucesso durante o período em que eram alunos da universidade.

E não será nenhuma surpresa se caminharem juntos na próxima eleição, caso o prefeito Sérgio Azevedo desista (o que já se fala nos bastidores), da concorrer à reeleição.

Procura-se um candidato

Ulisses Guimarães, Luiz Antonio Batista, Paulinho Courominas, Celso Donato e Thiago Biagioni, que fizeram reuniões na quinta-feira, trocaram ideias tentando encontrar um nome com viabilidade eleitoral para disputar a sucessão do prefeito Sérgio. Na próxima semana o grupo será acrescido do vereador e líder do governo Antonio Carlos Pereira e do ex-prefeito Geraldo Thadeu.

O que não está fácil é encontrar um nome com perfil diferenciado de tudo o que está aí e com chance de vitória. Em todo caso, quem sabe apareça alguém com coragem suficiente para enfrentar o abacaxi que se já era azedo, deve ficar ainda pior se o prefeito Sérgio não conseguir realizar as ações que estão programadas para oss 19 meses que restam do seu governo.

Cemig tem a quarta energia mais cara do país

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta terça-feira um reajuste médio de 8,73% para os consumidores da Cemig. A nova tarifa entra em vigor a partir da próxima terça, 28 de maio. Segundo a distribuidora, o reajuste para consumidores de baixa tensão (residenciais) foi de 6,93% e para os de alta tensão (indústrias) será de 10,71%. A distribuidora fornece energia para 8,4 milhão de unidades consumidoras localizadas em 774 dos 853 municípios no Estado.

Com o reajuste, a energia elétrica distribuída pela estatal mineira, que já é a quarta mais cara do país, pode cair outras posições e se transformar na primeira com o preço mais elevado.

Para o governador Romeu Zema A Cemig é um dos principais fatores que emperra o crescimento do estado, por causa de barreiras brurocráticas. “Nos últimos anos, eu gosto de mencionar, a nossa empresa de energia elétrica, a Cemig, serviu mais como um entrave ao desenvolvimento, do que agente propulsor”, disse para uma plateia de empresários reunidos esta semana na sede da Fiemg.

Energia do DME é a terceira mais barata

Enquanto a maioria dos mineiros sofre para pagar uma das energia mais caras do país, em Poços de Caldas, os consumidores desfrutam do privilégio em pagar o terceiro menor preço pelo consumo, graças ao fato de que o município dispõe de uma distribuidora própria.

Mas nem sempre isso foi assim, na gestão passada, quando a distribuidora tinha uma administração amadora, a energia do DME chegou a figurar com a mais cara do país e a empresa ainda correu o risco de não ter sua concessão renovada por conta da queda de qualidade no serviço prestado aos consumidores. Outro ponto que foi recuperado pela atual gestão, cuja diretoria é composta por profissionais, orientados pelo presidente do Conselho de Administração, engenheiro Cicero Machado de Morais é a capacidade de novos investimentos da empresa.

Pelo menos cinco novos empreendimentos estão sendo planejados, dependendo apenas de um ok do prefeito Sérgio Azevedo, para que possam ser concretizados. O prefeito representa o Município, único acionista das empresas do Grupo DME.

Mesmo com a terceira energia mais barata do país (a primeira é da Cooperaliança e a segunda da Eletropaulo) e planejando novos investimentos na área de geração, o DME conseguiu se recuperar técnica e financeiramente da má gestão no governo anterior e ainda transferir, para os cofres da prefeitura na atual administração, algo em torno de R$ 100 milhões, como resultado do lucro e remuneração do capital.

Convidado de hoje 

Secretário de Saude Dr. Carlos Mosconi

 

Caldense empata em 0 a 0 com o Vitória

A Caldense enfrentou o Vitória-ES na noite de ontem no Ronaldão na abertura do returno da fase de grupos da Série D 2019. O jogo foi muito truncado, com poucas oportunidades de gol e não saiu do 0 a 0. A Veterana seguiu na liderança do grupo, foi a 10 pontos e ficou ainda mais próxima da classificação.

A partida começou sob um intenso frio no Estádio Municipal, a sensação térmica beirava os 10°C. Aos 6 minutos, a Veterana foi pela primeira vez ao ataque, Rafael Rosa arriscou chute para defesa de Harrison. Aos 11 o time capixaba respondeu com um chute frontal, porém bem alto por cima da meta.

Aos 24, o Vitória chegou novamente, dessa vez pelo lado direito. Em bola alçada na área, Bruno Lopes ajeitou de cabeça para Rafael Pernão, que testou com força para o gol. O goleiro João Paulo operou um milagre a queima-roupa e defendeu.

Na sequência, Gabriel Tonini cobrou falta da intermediária, direto para o gol, Harrison pegou. Momentos depois, Mariotto recebeu bela enfiada de bola, driblou o arqueiro, mas ficou sem ângulo e chutou na rede pelo lado de fora. Antes de o primeiro tempo terminar, Leleco foi ao fundo e jogou para trás. A jogada era com Mariotto, que não conseguiu completar.

No início da etapa complementar, o Vitória avançou pela direita. Cruzamento no segundo pau, na boca do gol, mas Bruno Lopes não alcançou. Aos 4 minutos, Ferrugem tentou recuo de cabeça para Harrison e quase marcou contra. Aos 15, Lucas Silva inverteu o jogo, Leleco jogou para a área, a bola quicou e Mariotto tentou de cabeça, Harrison deu uma bela ponte para defender.

As equipes fizeram algumas alterações, tentaram buscar o jogo, mas a partida continuou monótona e truncada. A temperatura em Poços de Caldas resumiu bem o que foi o jogo: Frio. Placar final: Caldense 0 x 0 Vitória-ES.

O Verdão volta a campo no próximo sábado (01/06) às 19 horas contra o Sobradinho-DF no próprio Ronaldão.

Ficha técnica

Caldense: João Paulo, Gabriel Tonini (Artur), Guilherme Martins, Morais, Rafael Rosa, Franklin, Lucas Silva, Leleco, Bruninho (Guly), João Victor (Calebe) e Mariotto. Técnico: Marcus Paulo Grippi.

Vitória-ES: Harrison, Cassio, Ferrugem, Léo Breno, Nick, Emerson, Thiago Ramos, Paulo Vitor (Vitor), Bruno Lopes, Carlos Vitor (Thainler) e Rafael Pernão (Nilo). Técnico: Valdir Bigode.

Cartões amarelos: Lucas Silva (Caldense) / Bruno Lopes e Harrison (Vitória-ES)

Árbitro:  Moises Ferreira Simão

Auxiliares: Edevan de Oliveira Pereira e Luanderson Lima dos Santos

Público: 537 pagantes e 847 presentes

Renda: 7.610 reais (Renan Muniz)

Vereador questiona licitação para o transporte coletivo

O vereador Marcelo Heitor (PSC) é autor de um requerimento, aprovado na última reunião ordinária da Câmara, que solicita informações da Prefeitura sobre quais procedimentos serão adotados pelo município após apresentação à comunidade do Plano de Mobilidade Urbana. Segundo o parlamentar, a grande preocupação, a partir de agora, é com o início do processo licitatório para o transporte público. De acordo com o legislador, as informações apresentadas pelos técnicos da Universidade Federal de Itajubá não esclareceram as principais dúvidas sobre o assunto. “Estive presente na audiência realizada pela Prefeitura e pude perceber que o que foi levantado pela Universidade, quase que em sua totalidade, diz respeito ao diagnóstico. Não foram apresentadas soluções para os problemas levantados e esse fato me gerou uma preocupação, principalmente com relação à licitação do transporte público que o prefeito tem que fazer esse ano”, ressalta. Marcelo Heitor afirma que a população tem cobrado melhorias e esse fato também motivou a elaboração do requerimento. “As pessoas têm cobrado, talvez, um novo formato, também a questão de valores. Então, seria muito importante providências após a conclusão desse plano. Todos os aspectos são importantes, mas existe uma certa urgência com relação ao diagnóstico e às soluções para o transporte público e a Universidade não trouxe esses pontos”, declara. O parlamentar questiona se a Prefeitura, diante do que foi exposto pelos técnicos, já tem condições de preparar a licitação. “O Executivo já pode iniciar esse processo com o que foi apresentado, contemplando as necessidades da população? Esse é um desafio e um dos grandes temas em pauta que precisamos discutir. Existe expectativa com relação a esse estudo”, conclui.

DME


Desafios e Boas Práticas de Enfermagem

Aconteceu nesta terça e quarta-feira no Espaço Cultural da Urca, o 1º Simpósio de Desafios e Boas Práticas de Enfermagem da Santa Casa de Poços de Caldas. O evento, que contou com participação de grande público, trouxe temas importantes, mostrando a busca constante por excelência no Hospital por parte do setor de Enfermagem.

No primeiro dia, temas importantes foram expostos, como os Desafios do Parto Adequado, com a enfermeira PatriciaPavesi; Boas Práticas na Manipulação das Linhas Venosas em UTI Neonatal, com as enfermeiras Tatiana Albino e  Polyana Araújo; Atuação do Enfermeiro Nefrologista no Tratamento Dialítico, com a enfermeira Josimara Marques e Interfaces da Organização e Gestão do Centro Cirúrgico CME  – Otimizando os Recursos e Processos de Trabalho, com a enfermeira Viviane Masetti, que mostrou como uma gestão bem feita pode trazer qualidade ao mesmo tempo que reduz os custos do Hospital. Ainda no primeiro dia de evento, destaque para a palestra Cuidados Paliativos e Enfermagem: Uma Atenção Além dos Sinais Vitais, com o enfermeiro Guilherme Tavares de Oliveira, que tratou desse tema tão delicado, e para a palestra O Protagonismo do Enfermeiro Emergencista, com a enfermeira Janaína dos Santos, que mostrou um pouco da realidade da enfermagem dentro do setor de Urgência/Emergência.

Outros destaques dos dois dias de Simpósio foi o espaço aberto para as universidades falarem um pouco do programa de estágios dentro do Hospital, as lindas intervenções musicais com talentos do próprio corpo de enfermagem da Santa Casa, os quatro “coffebreacks”, que foram preparados com muito carinho pela turma da cozinha da Irmandade, distribuição de brindes e até uma belíssima homenagem para a coordenadora da Enfermagem da Santa Casa, JosianiCellis. O evento foi uma realização do Departamento de Enfermagem,  com apoio do Setor de Qualidade do Hospital e patrocínio da Forrobodó, Lageli Lingerie, Centro Universitário Uninter, Ótica Diveneza e Cirúrgica Bella Vida, além de várias outras parcerias.

Fechar Menu