2.500 internações

Pelo menos 2.500 pessoas devem necessitar de internação hospitalar durante o mês de julho, estimou o secretário de estado de Saúde Carlos Eduardo Amaral, em entrevista coletiva nesta quinta-feira. Apesar de ter a previsão do pico se manter no dia 15 de julho, o secretário não informou a quantidade de casos de Covid-19 estimada para a data.

De acordo com o Boletim Epidemiológico e Assistencial, divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) nesta quarta, desde a primeira internação, em 16 de março, até 24 de junho, foram realizadas 6.959 hospitalizações em leitos clínicos de pacientes com suspeita de Covid-19. Cerca de 20% ainda continuam internados, sem previsão de alta.

No caso dos leitos de UTI, foram 1.523 internações de pacientes com quadro grave da doença. Cerca de 27% das pessoas permanecem internadas.

 

Intimado a depor

O Ministério Público intimou o senador Flávio Bolsonaro a depor na próxima semana no caso do suposto esquema de rachadinha na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, quando o político ainda era deputado estadual. A notificação foi feita pelo Grupo de Atuação Especializada no Combate à Corrupção, que atua em processos em primeira instância. A advogada Luciana Pires, que representa Flávio, contestou o pedido.

 

Queiroz não nega vazamento

Em depoimento ao Ministério Público Federal, o policial militar aposentado Fabrício Queiroz não negou que houve vazamento na Operação Furna da Onça, um desdobramento da Lava-Jato, em 2018. As informações são do procurador Eduardo Benones, do Núcleo de Controle Externo da Atividade Policial do MPF no Rio de Janeiro, que ouviu Queiroz por cerca de 2 horas e 30 minutos. De acordo com ele, o depoimento indica que as investigações devem continuar.

 

Uso da cloroquina

O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal , deu o prazo de cinco dias para que o ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, explique o uso da cloroquina e hidroxicloroquina no protocolo do governo no combate ao coronavírus. O magistrado é o relator de uma ação apresentada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Saúde que contesta o uso das substâncias para combater a doença.

 

Brasil ultrapassa 1,5 milhão de casos

O Brasil superou nesta quinta-feira, a marca oficial de 1,5 milhão de pessoas que já se infectaram com o novo coronavírus. Em apenas quatorze dias foram registrados mais de 500 mil novos casos da doença no País. A covid-19 já chegou a 90,1% dos municípios (5.021) e o percentual de cidades com mortos é de 45,8%, segundo dados do Ministério da Saúde. Desde 26 de fevereiro, o Brasil já somou 1.501,353 contaminações. Nas últimas 24 horas, foram 47.984 novas infecções e ontem, pelo terceiro dia consecutivo, foram registradas mais de mil mortes por covid-19. Foram 1.277 óbitos registrados de anteontem para ontem, elevando o total de vidas perdidas para 61.990 no País.

Suspensão do auxílio

O subprocurador-geral junto ao Tribunal de Contas da União, Lucas Rocha Furtado, apresentou um pedido à presidência da corte de contas, para que suspenda a prorrogação, por mais duas parcelas, do auxílio emergencial de R$ 600 mensais, até que o governo apresente estudos e dados que demonstrem que a liberação dos recursos não afetará o equilíbrio fiscal do País.Trata-se apenas de um pedido, sem qualquer efeito prático.

 

Uso de máscara

O presidente Jair Bolsonaro vai vetar parte da lei aprovada pelo Congresso que visa obrigar o uso de máscaras de proteção facial em todo o País durante a pandemia de covid-19. A justificativa do Palácio do Planalto é a de que o texto aprovado dá margem à interpretação de exigência da proteção também dentro das casas.

 

Risco de veto

O presidente Jair Bolsonaro voltou a falar nesta quinta-feira que pode vetar o projeto de lei das fake news aprovado no Senado. Segundo ele, se o texto chegar ao Executivo da maneira como está, será vetado. “Se passar na Câmara, o que eu acho difícil, nós podemos publicar o projeto ainda, porque eu tenho 15 dias para sancionar ou vetar, e a opinião pública vai dizer qual artigo deve ser vetado e qual não deve”, afirmou.

 

Impacto nas concessões

O auxílio emergencial de R$ 600 provocou impacto no número de concessões de benefícios do INSS durante a pandemia de coronavírus. Foram concedidos em abril um total de 453.249 benefícios, no valor de R$ 511,4 milhões, um aumento de 36,79% em relação a março, quando foram registrados 331.338. A informação é do último Boletim Estatístico da Previdência Social.

 

Prisão domiciliar mantida

A 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região manteve o regime de prisão domiciliar e afastou o pedido de revogação das medidas cautelares do ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha.Em julgamento virtual, o colegiado decidiu, por maioria, negar habeas corpus pedido pela defesa de Cunha, que solicitava a liberação do seu cumprimento de prisão preventiva no âmbito da Operação Lava Jato.

Poços perde quase 4 mil empregos

 

Poços de Caldas perdeu.3.989 postos de trabalho com carteira assinada, no período de janeiro a maio, segundo dados do Caged, órgão do Ministério do Trabalho que acompanha as demissões e admissões em todo o país. Neste período, apenas no mês de janeiro a cidade fechou com saldo positivo de 24 vagas, enquanto o mês de abril, em meio a fase mais crítica da pandemia, com o comércio fechado, foram extintas 2.179 vagas.

Poços foi a cidade de porte médio que mais demitiu neste período. Em Pouso Alegre as demissões atingiram 1.330 vagas, enquanto que Varginha fechou com menos 1.689 postos a menos. Somados o desemprego nas duas cidades, mesmo assim o número fica abaixo dos postos de trabalho extintos em Poços.

Acesse aqui o painel completo do Caged sobre as demissões

Em Poços, Pouso Alegre, Varginha e Extrema

PAINEL DE INFORMAÇÕES DO NOVO CAGED – Janeiro a Maio 2020 Blog do Polli

Gravação de novela é adiada

 

A atriz Larissa Manoela, terá de esperar um pouco mais para fazer a sua tão esperada estreia nas novelas da Globo. A ex-atriz de “As Aventuras de Poliana” (SBT) só deverá aparecer em cena em “Além da Ilusão” no primeiro semestre de 2021. A ideia inicial era começar os trabalhos em maio de 2020. “A novela tem uma primeira fase que se passa em Poços de Caldas. Não faço ideia de como esteja o nível da doença lá. Mas a falta de segurança que você tem para levar uma equipe para fora do Rio em uma situação dessas já deixa todo mundo em alerta”, disse a atriz.

O diretor artístico da novela, Pedro Vasconcelos, revelou que os planos tiveram de ser alterados por causa da pandemia. “Nessa novela não tenho muitos atores na faixa etária de risco. Mas mesmo assim é uma novela muito complicada de você entrar em gravação com esses procedimentos de segurança. A emissora está vislumbrando um cenário de início de gravação para o primeiro semestre do ano que vem”, informou.

 

Ajuda aos municípios

O deputado federal Aécio Neves, que votou contra o adiamento da data das eleições, afirmou ontem que fez a indicação para a liberação de R$ 9 milhões para os municípios mineiros aplicar em ações de combate a pandemia.

“É uma forma de contribuir com nossos municípios nessa terrível pandemia”, afirmou Aécio Neves. Os recursos do Orçamento federal liberados ontem serão transferidos a cada município seguindo critérios populacional e de casos registrados na rede do SUS, e devem ser gastos obrigatoriamente no enfrentamento da emergência em saúde pública decorrente da Covid-19.

Curtas

 

* Celso Donato, Lucas Arruda, Thiago Biagioni e Ulisses Guimarães ficaram conhecidos como o quarteto da PUC que na época de estudantes agitaram os diretórios acadêmicos da Universidade. Os quatro acabaram entrando para a política e se deram bem, dois viraram secretários municipais, um deles vereador e o quarto, Ulisses, até se elegeu prefeito de Caldas e agora está como primeiro suplente de deputado estadual.

* O deputado federal Vilson da Fetaemgassumiu, nesta quarta-feira, a presidência do PSB de Minas Gerais. Ele foi indicado pela direção nacional para comandar o partido durante um ano. O parlamentar disse que uma das metas é fazer com que a legenda seja mais conhecida em cidades do interior, tanto de porte médio como as pequenas, lançando candidatos a cargos majoritários nas eleições municipais deste ano. Mas é preciso antes de mais nada, ajudar financeiramente os candidatos, né mesmo Eloisio?

* Pelos lados dos Democratas teremos uma disputa à parte para decidir qual candidato a vereador será o mais votado nesta eleição. A disputa deve acontecer entre o veterano Antonio Carlos Pereira e o novato Wellington Guimarães, o “Paulista”, ex-secretário de esportes, considerado o “queridinho” do prefeito que vai investir pesado na sua eleição. Paulista deve inclusive receber um bom apoio financeiro para fazer propaganda da sua candidatura.

*Com os olhos marejados, o ex-prefeito de Caldas, Ulisses Guimarães gravou e postou ontem nas redes sociais um vídeo com explicação em forma de desabafo, onde se diz inocente sobre as acusações que pesam contra ele e que levou a Policia Federal a fazer diligências em Caldas. Segundo Ulisses não existiu nada de anormal na contratação de veículos para o transporte escolar durante sua administração e os R$ 9 milhões citados se deve a um período de cinco anos o que representa R$ 150 mil mês, dentro do previsto para um município com uma extensa zona rural. Recebeu a solidariedade de muitos amigos e pessoas que confiam na sua inocência.

* Graças ao chamado centrão, o prefeito Sérgio será um dos beneficiados com a liberação de mais recursos financeiros para os municípios, ajuda que deve colaborar para que o caixa financeiro da prefeitura não estoure antes do previsto. Os prefeitos estavam contra o adiamento das eleições porque a situação das prefeituras é crítica e em todas elas pode faltar dinheiro para honrar a folha de pessoal antes de novembro, data das eleições. O acordo com o centrão implica em repassar para os municípios os R$ 5 bilhões que ainda restam dos R$ 16 bilhões destinados a cobrir despesas com a redução do FPM.

* A rejeição ao PT aumentou durante o governo de Jair Bolsonaro e o Grupo de Trabalho Eleitoral petista, responsável pelas estratégias do partido nas urnas, projeta um cenário sofrível nas eleições municipais. O temor é o de que a queda seja do porte da ocorrida na eleição de 2016, a primeira após o impeachment de Dilma Rousseff, quando o partido perdeu 374 das prefeituras administradas por petistas. O PT chegou a ter 630 prefeituras.

* O Banco da XCMG a primeira instituição financeira com capital 100% estrangeiro a obter autorização de funcionamento e operação junto ao Banco Central começou a operar em Pouso Alegre nesta quarta-feira. E’ o primeiro banco da indústria chinesa. A instituição financeira do grupo, com investimento inicial R$ 100 milhões, tem como foco principal a indústria e os próprios negócios.

CORONAVÍRUS: ATUALIZAÇÃO DO BOLETIM

Segundo Boletim Epidemiológico divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde de Poços de Caldas, nesta quinta, 02, são 225 casos positivos em Poços: destes, 120 pacientes são considerados recuperados, 89 seguem em isolamento domiciliar, dez estão em Unidade de Terapia Intensiva e seis óbitos foram registrados no município. Nesta quinta, 2, houve registro de 19 novos casos, em relação a última atualização feita na quarta, 01.

O óbito referente à senhora de 91 anos que faleceu ao dar entrada em um pronto atendimento de Poços, na quarta, 24, segue em investigação, aguardando o resultado da Funed, a Fundação Ezequiel Dias em Belo Horizonte.

Dentre os 225 casos positivos, 55,1% se referem a pacientes do sexo masculino. A faixa etária de maior incidência é dos 40 aos 49 anos, que corresponde a 26,2% dos casos.

A taxa de ocupação de Unidade de Terapia Intensiva, nesta quinta, 2, está em 31,57%. De 57 leitos, são 18 leitos ocupados, sendo dez por pacientes confirmados e oito por pacientes que aguardam resultado de exame para confirmação do diagnóstico. No total de 57 leitos de UTI disponíveis, passam a constar os 10 leitos do Hospital de Campanha, apresentado nesta quinta, 2.

O Boletim também informa que já foram realizados no município, nas redes pública e privada, 3243 testes e exames.

 

Hospital de campanha

Em meio à pandemia da Covid-19, a interiorização da doença e a necessidade de mais leitos de unidade de terapia intensiva, Poços passa a ter mais uma unidade para integrar a Rede Sus neste atendimento. Foi apresentado na tarde desta quinta, 2, o Hospital de Campanha, onde também vai funcionar o Centro de Atendimento para Enfrentamento à Covid-19. A estrutura fica na Rua Paraíba, 672, onde de 2007 a 2012, funcionou o Hospital São Domingos. O prédio foi cedido gratuitamente por seis meses, pelo proprietário, o médico ginecologista e hipnoterapeuta, Luciano Incrocci, para a montagem do Hospital de Campanha.

“A nossa estrutura estava aqui, parada desde o final de 2012 e eu vinha acompanhando toda essa movimentação em torno da necessidade de um local para o Hospital de Campanha. Então, tive a ideia de disponibilizar o espaço e fico muito feliz em estar aqui hoje”, declarou Incrocci.

Na entrada, todos os presentes receberam álcool gel para higienização das mãos e tiveram a temperatura aferida por termômetro infravermelho digital sem contato. O uso de máscara foi obrigatório durante a visita. Convidados, como profissionais de saúde, representantes de hospitais e entidades, doadores, secretários, além de vereadores e jornalistas, divididos em grupos de até dez pessoas, conheceram a nova estrutura de saúde, acompanhados pelo prefeito Sérgio Azevedo e pelo secretário municipal de Saúde, Carlos Mosconi

 

Revitalização da Av. Ubirajara Machado

A obra para recuperar parte da rede pluvial da avenida Ubirajara Machado de Moraes, no bairro Nova Aparecida, zona leste de cidade, chega a fase final.

Em dois trechos da avenida foi trocada a tubulação metálica, que é mais suscetível à corrosão, por tubulações de concreto, que são mais resistentes. A obra de 109 metros, orçada em R$950 mil, começou em dezembro de 2019 e agora trará mais segurança para moradores, pedestres e motoristas.

As redes de água e esgoto também foram recuperadas, as calçadas revitalizadas e todo o trecho já está pavimentado. Nos próximos dias deve ser feita a sinalização de trânsito no local e a iluminação será trocada por lâmpadas de led. A partir da sexta-feira (3) o trânsito já estará normalizado na Avenida Ubirajara Machado de Moraes.“Toda a obra foi feita pelos servidores da prefeitura e somente utilizamos máquinas próprias. Para o acabamento da pavimentação usamos duas máquinas novas que fazem toda a diferença no resultado final”, explicou o secretário adjunto de obras, José Benedito Damião.

Contas da Santa Casa estão equilibradas

No dia 16 de março, após passar por um rigoroso processo de seleção, o administrador hospitalar Ricardo Sá assumiu a superintendência da Santa Casa. De lá para cá, pouco mais de três meses depois, após muito trabalho em equipe e decisões difíceis, o Hospital conseguiu equilibrar suas contas, que nos últimos anos chegavam a um déficit de R$ 1 milhão mensal.

O diretor financeiro da Irmandade, Fábio Alves, explica que redução de pessoal e melhorias de processos foram fundamentais na busca desse equilíbrio financeiro. “A Santa Casa vinha de um histórico de déficit mensal de aproximadamente  R$ 1 milhão e, neste mês de maio, com a redução de pessoal e melhorias nos processos, nós conseguimos equilibrar as receitas e as despesas. Ainda que a Santa Casa não receba tudo que produz, como é por exemplo a questão do extrapolamento, que é responsabilidade do Estado, a situação se tornou mais confortável, tendo uma proporção igual entre receitas e despesas. Agora nosso trabalho é manter uma despesa equilibrada e partir para uma melhoria das receitas”, relata o diretor Financeiro.

Essa melhora de processos foi possível muito por causa da criação da Diretoria Assistencial, que ficou a cargo da Responsável Técnica pela Enfermagem, Josiane Celis.

Para o diretor técnico da Instituição, Dr. Alberto Volponi, a Santa Casa está seguindo um caminho bom, apesar dos grandes desafios que surgiram nessa época de pandemia.

Para o superintendente do Hospital, Ricardo Sá, é esse trabalho em equipe que vem fazendo a diferença. “Nesses três meses, desde que cheguei à Santa Casa de Poços de Caldas, fica claro nas explicações dos nossos diretores o quanto nós conseguimos fazer mudanças e alterações nos mais diversos aspectos, desde a área financeira, na área assistencial, na área de procedimentos, na área de compras, na área de investimentos em medicamentos e materiais. Tudo isso redundou em uma melhor qualificação da Santa Casa, não só junto a população, mas também junto a Secretaria de Saúde e junto ao seu quadro de profissionais’ disse Rcardo (Rafael Santos).

 

Relatório de Gestão do SUS

Atendendo à Lei Complementar Federal nº 141/2012, que dispõe sobre os valores mínimos a serem aplicados anualmente pela União, Estados, Distrito Federal e Municípios em ações e serviços públicos de saúde, estabelecendo, ainda, normas de fiscalização, avaliação e controle das despesas nessa área, a Câmara dos Vereadores de Poços realizou, na última quarta-feira (01) audiência pública remota para apresentação do Relatório de Gestão do SUS, referente ao 1º quadrimestre de 2020 (janeiro, fevereiro, março e abril).

A reunião contou com a participação do Secretário Municipal de Saúde, Dr. Carlos Mosconi, do Diretor do Departamento de Controle e Avaliação, Edson Avela e do contador da Secretaria Municipal de Saúde, Ronaldo Tavares.

Durante a apresentação foram demonstrados ainda as ações e procedimentos realizados pela Atenção Básica, atendimentos dos hospitais conveniados com o SUS e trabalhos da Vigilância em Saúde. O secretário de Saúde fez questão de destacar também os serviços que vêm sendo realizados pelo Serviço de Atenção de Domiciliar (SAD),que chegou ao número de 5.101 atendimentos no 1º quadrimestre, entre consultas médicas, de enfermagem e assistência social, procedimentos domiciliares e atendimentos de equipes de apoio. “O trabalho dessas duas equipes [do SAD] tem sido de uma importância muito grande, por isso eu faço essa observação e esse destaque aqui”, afirmou Mosconi.

Ainda durante a audiência foram destacadas as principais ações para enfrentamento da pandemia de Covid-19 no município, dentre elas: habilitação de 28 leitos novos para Covid-19, sendo 20 no Hospital Santa Lúcia, e oito no Hospital da Santa Casa; monitoramento diário dos casos internados nos hospitais da cidade; distribuição de máscaras aos moradores através da rede pública de saúde; elaboração do boletim epidemiológico diário; implantação de barreiras sanitárias em locais estratégicos, conforme avaliação do Comitê e fiscalização dos decretos municipais baixados, visando o distanciamento social.

Fechar Menu