Medida transfere Coaf para o Banco Central

A medida provisória que transfere o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), órgão de combate à lavagem de dinheiro, do Ministério da Economia para o Banco Central foi assinada pelo ministro Paulo Guedes sexta-feira e enviada à Secretaria- Geral da Presidência. A expectativa é que a MP seja publicada a partir de amanhã, o que significará a saída do presidente do Coaf, Roberto Leonel. Ele foi indicado pelo ministro da Justiça, Sergio Moro, e recentemente virou alvo da insatisfação do presidente Jair Bolsonaro. Com essa solução, Leonel sairá por contingência técnica, não política. (Globo)

Verba de universidade por desempenho

O Ministério da Educação quer repassar, já a partir de 2020, mais dinheiro às universidades federais que tiverem melhor desempenho em indicadores como governança e inovação. O secretário de Educação Superior do MEC, Arnaldo Lima Junior, diz que o novo modelo será discutido com reitores das 63 federais e não depende de alterações na lei. Atualmente, o modelo de distribuição do orçamento é centrado no tamanho das universidades, o que faz com que instituições maiores e com mais alunos, como a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), recebam mais. Hoje, dos R$ 6,9 bilhões de despesas discricionárias das universidades – aquelas que bancam gastos operacionais como as contas de energia elétrica e de serviços de limpeza –, R$ 3,2 bilhões estão bloqueados. (Estado)

Bolsonaro ataca Fernández de novo

O presidente Jair Bolsonaro voltou a atacar, por meio de sua conta no Twitter, o candidato à Presidência da Argentina Alberto Fernández, que tem a ex-presidente Cristina Kirchner como vice. Se Fernández vencer, afirmou, o povo vai sacar “em massa” o dinheiro dos bancos. Segundo Bolsonaro, “o retorno da turma do Foro de São Paulo” deixa o país mais populista. (Estado)

Previdência provoca ‘debandada’ no MP

O receio da perda de benefícios com a reforma da Previdência está provocando corrida por aposentadorias no Ministério Público e ameaça o andamento de inquéritos. (Estado)

País não puniu ninguém por morte de 300 presos

Levantamento da Folha mostra que grandes motins em presídios não tiveram nem sequer investigações policiais concluídas —250 réus aguardam julgamento por três dos massacres. Faltam testemunhas e provas, Presídio que virou símbolo de violência ainda enfrenta superlotação e facções, mas melhora estrutura, procedimentos e programas de reinserção.

Polícia desmonta esquema de pirâmide financeira

Um golpe de estelionato envolvendo esquema de pirâmide financeira com abrangência em todo o país foi desmantelado após quatro meses de investigações da Polícia Civil de Minas Gerais. O suspeito de liderar a organização criminosa foi preso em um resort no distrito de Arraial d’Ajuda, Porto Seguro (BA), onde levava uma vida de luxo. De acordo com a corporação, apurações dão conta de que há vítimas que tiveram prejuízo superior a R$ 1 milhão com os golpes. O suspeito de liderar a quadrilha teria iniciado as atividades criminosas em Montes Claros, no Norte de Minas, onde fundou a “Mattos Investing” com o objetivo de captar investidores no setor de criptomoedas e mercado Forex. (EM)

Vital Construtora

Voto aberto no Senado

A votação da indicação do deputado federal Eduardo Bolsonaro para o comando da Embaixada do Brasil nos Estados Unidos poderá ser aberta. Isso porque 43 senadores apoiam requerimento para dar urgência no Plenário ao projeto que prevê voto aberto para indicação de embaixadores. Atualmente, a votação é secreta. Na Comissão de Relações Exteriores, onde Eduardo Bolsonaro será sabatinado, a votação também é secreta. Independentemente do resultado na CRE – aprovação ou reprovação – a indicação tem que passar por votação em Plenário. Um parecer elaborado por consultores legislativos do Senado afirma que a possível indicação do deputado federal Eduardo Bolsonaro para a embaixada brasileira em Washington, nos Estados Unidos, configuraria nepotismo.

‘Existe o risco de o MDB desaparecer’

Com a autoridade de quem é filiado ao MDB desde 1965, o ex-senador e ex-governador do Rio Grande do Sul Pedro Simon diz que o partido deve fazer uma “profunda reflexão” porque, se continuar como está, “corre risco de desaparecer”. Em entrevista ao Estado, ele diz considerar “um absurdo” a permanência do ex-senador Romero Jucá na presidência do partido. Aos 90 anos e sem mandato, Simon segue fazendo política partidária e abraçando causas, como a defesa da Operação Lava Jato. Ao analisar o governo Jair Bolsonaro, o emedebista elogia a aprovação da reforma da Previdência, mas faz duras críticas à indicação de Eduardo Bolsonaro, filho do presidente, para a embaixada nos EUA e às declarações sobre a Argentina.

Aécio tenta fugir da expulsão

Aécio Neves começou a pedir socorro a correligionários para tentar evitar sua expulsão do PSDB. Nessas conversas, Aécio apela. Argumenta que em hipótese alguma deve-se deixar um homem acuado e sem saída, como ele está hoje, e pergunta por que só ele será expurgado, enquanto outras estrelas tucanas da Lava-Jato, como os ex-detentos Marcondes Perillo e Beto Richa, ambos ex-governadores como ele, parecem invisíveis ao comando do partido. Por fim, Aécio tenta convencer o interlocutor que, diferentemente do que se passou nas últimas disputas, suas agruras não vão comprometer o desempenho do PSDB nas próximas eleições.

Cerca de 45 milhões sem conta em banco

Pesquisa realizada pelo Instituto Locomotiva revela a existência no Brasil de 45 milhões de desbancarizados, ou seja, brasileiros que não movimentam a conta bancária há mais de seis meses ou que optaram por não ter conta em banco. Isso significa que de cada três brasileiros, um não possui conta bancária. De acordo com a sondagem, esse grupo movimenta anualmente no país mais de R$ 800 bilhões.

Delcídio vai para o PTB

O ex-senador Delcídio Amaral mostra que na política o mundo também dá voltas. Líder do governo Dilma Rousseff que acabaria preso, ele assinou ficha de filiação ao PTB. Delcídio virou personagem nacional na presidência da CPI dos Correios, que investigou o mensalão criado pelo o governo Lula para subornar políticos. Entre os investigados pela CPI estava o deputado Roberto Jefferson… atual presidente do PTB. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Mega-Sena acumula

Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 2.180 da Mega-Sena, realizado na noite deste sábado (17) em São Paulo. O prêmio acumulou. Veja as dezenas sorteadas: 10 – 12 – 16 – 21 – 28 – 38. A quina teve 95 apostas ganhadoras; cada um receberá R$ 28.276,52. Já a quadra teve 6.869 apostas ganhadoras; cada uma levará R$ 558,67.

Um erro atrás do outro…

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais está anunciando a abertura de licitação para a construção do novo Fórum em Poços de Caldas. Sem dúvida, uma obra a muitos anos aguardada pela cidade e que agora será concretizada. Infelizmente, em local inadequado para este tipo de atividade que é o terreno localizado no Jardim Country Club, na zona oeste, doado ao Estado pela Prefeitura.

A previsão inicial era que a construção do prédio se desse em área desapropriada na segunda gestão do prefeito Sebastião Navarro, na zona sul. Para lá seria levado também o Centro Administrativo com todas as secretarias municipais funcionando no mesmo prédio. O Município desperdiçou quase cinco milhões de reais em terraplenagem e levar infraestrutura na área e a Câmara Municipal jogou pelo ralo, em área não muito distante dali, outros R$ 3 milhões na compra do projeto elaborado pelo escritório do arquiteto Oscar Niemeyer mais a desapropriação do local onde seria construída a sede do Poder Legislativo.

Na verdade nenhuma das duas áreas seria o melhor para a construção tanto de um como do outro prédio, no entanto prevaleceu a vontade política de agradar os eleitores da zona sul e garantir votos para as eleições. O mais certo seria o Município ter aceitado a oferta do empresário Moacir Carvalho Dias que ofereceu, de graça, a área onde hoje está localizada a Unifal.

Nada deu certo porque o sucessor do prefeito Navarro no comando da prefeitura, Paulinho Courominas, passou o mandato todo enrolando a ocupação da área na zona sul e depois veio o petista Eloisio Lourenço que não fez o menor esforço para o aproveitamento do local e acabou até doando para o Estado o terreno onde agora será construído o Fórum.

Na sequência de erros veio o atual prefeito que mesmo vendendo a imagem de uma administração técnica, endossou a construção do Fórum na zona oeste, concretizando a escolha equivocada. Se fossem analisadas as complicações que o Judiciário irá trazer tanto para a vizinhança como para o trânsito nas vias de acesso, principalmente na já conturbada Av. João Pinheiro, claro que o prefeito teria negado a instalação do Fórum naquele bairro.

Como esta administração se mostra incapaz até mesmo de elaborar um Plano de Mobilidade Urbana e até terceirizou o serviço para a Universidade de Itajubá e não demonstra um mínimo de esforço para aprovar o projeto de revisão do Plano Diretor, só resta a nós, moradores do setor oeste da cidade, torcer para que o movimento no Fórum, diante do avanço da tecnologia que permite a digitalização de documentos e o acompanhamento dos processos online, reduza cada vez mais o número de pessoas que necessitam se deslocar pessoalmente até a sede do Judiciário.

Aliás, olhando por este ângulo, na verdade a construção do novo prédio se torna até desnecessária, sendo mais um desperdício de dinheiro público, como foi o investimento dos R$ 8 milhões nas áreas da zona sul, que está abandonada e coberta pelo mato.

Agenda positiva

Esta não é a primeira vez que o prefeito Sérgio tenta engatar uma agenda positiva para melhorar o índice de aprovação do seu governo e acaba enfrentando fatos negativos que acabam atrapalhando a estratégia de governo.

O prefeito estava se preparando para anunciar a chegada de duas empresas atacadistas que devem gerar algumas centenas de novos empregos quando estourou a bomba lançada contra a administração pelo Ministério Público em forma de “Notícia de Fato”, com o texto trazendo críticas contundentes pelo atraso nos preparativos para elaboração, dentro do prazo, da licitação para o transporte coletivo.

Além disso, os engenheiros da secretaria de obras arrumaram para o prefeito uma tremenda dor de cabeça com o ex-prefeito Luiz Antonio Batista que anda uma fera com o alcaide e já deu mostra disso nas redes sociais. Quem conhece o ex-prefeito, sabe que ele não é flor que se cheire quando compra briga com alguém.

Já no caso do Ministério Público, o prefeito fez ouvidos moucos para os alertas sobre a licitação do transporte urbanoque desde a assinatura do TAC é uma questão que se tornou prioritária para o promotor Sidnei Boccia. Não foram poucas as vezes em que o representante do Ministério Público alertou o prefeito sobre a necessidade de agilizar o processo para não correr o risco de ser obrigado a assinar uma prorrogação do atual contrato que vence em 26 de novembro.

Meses atrás, durante uma reunião no gabinete, com a presença do prefeito e representantes da Procuradoria, o promotor deixou claro que não admitirá qualquer justificativa para o atraso e até citou a possibilidade de afastamento do chefe do executivo caso isso venha a ocorrer. Encrenca ruim porque quem conhece o promotor sabe que ele não é de esquecer as coisas, apenas aguarda a hora certa para agir e neste caso, o prefeito anda flertando com o perigo.

Fora isso, não existe dúvida quanto a agenda positiva do prefeito que merece ser comemorada. Afinal de contas, as duas empresas atacadistas irão gerar mais de 400 empregos que somados aos 300 que serão criados pela empresa do Grupo Lamesa, uma indústria para fabricação de fios e cabos elétricos no distrito industrial, vai garantir um saldo positivo na geração de empregos desta administração, um bom tema para ser usado na campanha pela reeleição.

Por falar nisso…

O mais interessante no caso do transporte coletivo é que a própria direção da empresa concessionária do transporte urbano está torcendo para que a licitação seja feita no prazo estipulado pelo Termo de Compromisso de Ajustamento de Conduta, isso porque a empresa não tem interesse numa prorrogação por pouco tempo, o que a impediria de elaborar um planejamento de trabalho no longo prazo.

Uma coisa é ganhar alguns meses, ou até alguns anos, com uma prorrogação sem saber o pode acontecer no amanhã, outra coisa é ter em mãos um contrato de concessão por mais trinta anos.  Nesse caso é possível imaginar quanto vale a empresa numa e na outra condição.

Valendo ressaltar que o serviço de transporte coletivo, já não é uma mina de ouro como foi antigamente. Tanto assim que muitas empresas, de grande porte estão às portas da falência e a tal “máfia do transporte coletivo”, se existiu, faz parte do passado.

 

Rodapé

Para debater assuntos que estão em análise na Câmara Municipal, o programa “Poços em Debate” entrevista esta noite o vereador Marcelo Heitor (PSC), que cumpre seu primeiro mandato no legislativo. Ao vivo, a partir das 20 horas.

Poços em Debate, um ano no ar

Convidado de hoje Leonardo Cioffi, diretor do Grupo Cioffi de Comunicação. 

Melhorias em cruzamento de ruas

Desde 2017, o vereador Álvaro Cagnani (PSDB) tem solicitado à Prefeitura a instalação de um semáforo no cruzamento das ruas Major Joaquim Bernardes e João Barbosa, no bairro Vila Nova. Segundo o parlamentar, apesar de já existirem alguns postes para colocação do equipamento, nenhuma providência ainda foi tomada.

Em um requerimento encaminhado ao Executivo, o vereador destaca a necessidade de melhorias no trânsito daquela região, tendo em vista o grande movimento durante todo o dia. “É uma demanda antiga da comunidade e temos alertado a Prefeitura sobre os acidentes ocorridos no local. Temos naquele trecho o entrocamento de vias importantes que dão acesso a diversos bairros da zona leste e a população espera uma providência para segurança dos pedestres e motoristas”, diz.

A Prefeitura, através da Secretaria de Defesa Social, informou, ainda em 2017, que seria feito processo licitatório para compra do equipamento e, após conclusão do processo, o mesmo seria instalado.

Avenida Engenheiro Ubirajara Machado

Outra demanda apresentada pelo vereador Álvaro Cagnani diz respeito à recuperação da avenida Engenheiro Ubirajara Machado de Morais, via localizada também naquela região. De acordo com o legislador, em 2018, devido a chuvas intensas, a avenida sofreu diversos danos, entre eles a abertura de crateras. “É uma situação também preocupante. A Prefeitura informou, no ano passado, que seria preciso a troca total da tubulação da avenida, com capacidade para escoamento seguro das águas pluviais, no entanto o custo total é expressivo e o município tem executado de forma parcelada. Esperamos que, em breve, a situação possa ser resolvida em definitivo”, afirma.

Pesquisa de satisfação promovida pela ANEEL

De acordo com a programação divulgada no site da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), a 20ª pesquisa para apuração do Índice ANEEL de Satisfação do Consumidor (IASC), será realizada no período de 31 de julho a 29 de outubro, pela empresa Qualitest Inteligência em Pesquisa.

O órgão regulador do setor elétrico brasileiro realiza a avaliação todos os anos, para evidenciar as distribuidoras mais eficientes na percepção do consumidor. O modelo utilizado é composto de cinco fatores: qualidade percebida; valor percebido (relação custo-benefício); satisfação global; confiança no fornecedor; fidelidade. A ANEEL disponibiliza inclusive a comparação desde a primeira pesquisa e índice semelhante nos Estados Unidos e Reino Unido. Para mais informações, basta acessar o endereço: aneel.gov.br/iasc.

A cerimônia de premiação das empresas mais bem avaliadas pelos consumidores acontece geralmente no início do ano seguinte. Elas recebem troféu, certificado e o selo IASC para utilização em materiais de divulgação. No ano passado, a DMED foi finalista em três categorias, o último Prêmio IASC recebido foi em 2008.

Para este ano, está prevista a aplicação de 27.165 questionários em 626 municípios, sorteados conforme o caso, localizados nas áreas de concessão e permissão das 91 distribuidoras de energia elétrica do país. Não são divulgadas as datas específicas das entrevistas em cada localidade.

Em Poços de Caldas, serão 300 questionários por amostragem e os entrevistadores deverão estar devidamente identificados. Em caso de dúvidas, o consumidor pode entrar em contato com a DMED, através do 0800 035 0196.

DME

Etapa regional do Parlamento Jovem

Vinte e dois alunos de Poços estiveram em Guaxupé, na última quarta-feira para a Plenária Regional do Parlamento Jovem de Minas 2019. Durante o encontro, quatro propostas sobre o tema Discriminação Étnico-Racial foram priorizadas para a etapa estadual, que acontecerá em Belo Horizonte, no mês de setembro.

A Plenária Regional contou com a presença de estudantes, professores e coordenadores das cidades que integram o Polo Sudoeste (Poços, Guaxupé, São Sebastião do Paraíso e Itaú de Minas). A coordenadora Tais Ferreira, a professora Simone Cagnani, do Colégio Nini Mourão, e o vereador Lucas Arruda (Rede) representaram Poços no evento.

Acompanhamento pedagógico para imigrantes, disponibilizando professores do sistema público estadual e municipal com conhecimento na área da linguagem, e criação de uma linha direta que possibilite a denúncia de crimes raciais, atuando em conjunto com departamentos especializados em cibercrimes, foram duas das propostas aprovadas. Ainda durante o encontro, os alunos escolheram “Depressão e Saúde Mental” como sugestão de tema para a edição de 2020. A votação final acontecerá na Plenária Estadual.

Luna Andrade, da Escola Profissional Dom Bosco, esteve na etapa regional e foi uma das escolhidas, pelos demais alunos, para estar em Belo Horizonte. Ela ressalta que a expectativa é grande. “Fiquei muito satisfeita com a Plenária Regional, pois as propostas abrangem bastante o tema e, com certeza, irei defendê-las em Belo Horizonte. Eu, realmente, fiquei muito animada de ser uma das escolhidas, pois sempre foi um grande desejo meu desde o ano passado, quando participei do PJ pela primeira vez. Pretendo ser bastante participativa, ter novas experiências e representar bem o Polo Sudoeste”, afirma.

A coordenadora do PJ em Poços, Tais Ferreira, destaca o empenho dos estudantes desde o início do projeto. “Estou muito orgulhosa dos participantes de Poços de Caldas. Desde o início, eles se dedicaram muito nos estudos das propostas que foram apresentadas e, junto com os participantes dos demais municípios, aprovaram sugestões realmente relevantes sobre o tema Discriminação Étnico-Racial. Tenho certeza que as estudantes de Poços que participarão da etapa estadual também representarão nosso Polo com muita responsabilidade”, enfatiza.

Baile de Aniversário

No mês de setembro iremos celebrar os 94 anos do clube, com isso no dia 6 de setembro, realizaremos o Baile de Aniversário, às 21:00, com show de gala da Banda Clave de Sol.

Os ingressos e reservas podem ser realizados na secretaria do clube, as mesas para reserva possuem até 5 lugares, o ingresso individual para sócio terá o valor de R$ 20,00 e para não-sócio R$ 40,00.

Fechar Menu