Chilique no gabinete

 

Aconteceu ontem na ante sala do gabinete do chefe do executivo. A vereadora da base de apoio do prefeito na Câmara chegou para falar com o chefe do executivo e foi surpreendida pela presença de uma nova assessora de gabinete que perguntou se ela desejava marcar uma audiência.

O que você está fazendo aqui? Foi a resposta da nobre vereadora, que em seguida abriu a porta do gabinete e foi tirar satisfação com o prefeito e o seu secretário de governo, acusando a nova assessora de ser uma “espiã” de dois ex-amigos e hoje adversários do prefeito Sérgio. “Ela vai contar tudo o que se passa aqui prá eles”, acusou a vereadora, furiosa por não ter sido consultada sobre a nomeação da nova recepcionista. Minutos depois o ti-ti-ti no gabinete já era motivo de comentários entre os oposicionistas.

 

Sem volta

Entre algumas lideranças dos Democratas em Poços de Caldas existe uma leve desconfiança de que o senador Rodrigo Pacheco, presidente do partido em Minas, está sendo “envenenado” contra a direção do partido na cidade por um amigo de longa data, ligado ao MDB sulfuroso.

A desconfiança se dá pelo fato de que até agora o presidente regional não homologou os novos componentes da comissão executiva que tem na presidência da legenda Tiago Cavelagna e na vice Antonio Donizete Albino.

Quem está incomodado com esta situação é o vereador Antonio Carlos Pereira que deixou a presidência do partido e não esconde o fato de que não tem a mínima intenção de continuar dirigindo a legenda, diz que confia plenamente nos seus colegas de legenda, Tiago e Donizete.

O deputado Bilac Pinto, que ocupa cargo de destaque no governo de Romeu Zema e também é filiado ao DEM, já foi acionado para interferir junto ao senador Pacheco para que ele homologue o mais rápido possível a nova comissão executiva da legenda em Poços de Caldas.

 

Abandonado

Sentindo-se abandonado pelas lideranças do partido, o ex-superintendente da Santa Casa, AzerZenun Junqueira, esteve na tarde de ontem no Cartório Eleitoral onde protocolou a sua desfiliação do PSDB. No documento endereçado ao presidente do diretório municipal da legenda, Celso Donato, comunicou a sua decisão como sendo “irrevogável e irretratável” e por motivo de ordem pessoal.

Conforme o blog noticiou, Azer segue neste sábado para Brasília, onde fica até depois do Carnaval e visita filhas, netas e genro. Comenta-se que aproveita sua estada no Distrito Federal para sondar legendas disponíveis para trazer para Poços e formar um novo grupo político na cidade já visando às eleições de 2020.

Fechar Menu