Emocionado, Maia chora

Em discurso para uma Câmara em silêncio, o presidente da Casa, Rodrigo Maia, afirmou nesta quarta-feira que a votação da reforma da Previdência foi histórica e defendeu o protagonismo do Parlamento no fortalecimento da democracia. Numa fala que procurou marcar diferenças com o presidente Jair Bolsonaro, Maia disse que nada se constrói com ataques. E não citou diretamente nem o presidente e nem o ministro da Economia, Paulo Guedes. (Globo)

Fechar Menu