Esquema criminoso

Em sua delação, o ex-ministro Antônio Palocci denúncia que, entre 2009 e 2011, ministros da Fazenda vazavam informações privilegiadas para bancos, adiantando o valor da taxa de juros (Selic), propiciando ganhos de até 90% em 24 horas ou lucros de 400% em um ano. No caso específico de Guido Mantega, enquanto ministro da Fazenda, Palocci garante que ele informava o BTG.

 

Lula também

A informação sobre a taxa de juros (Selic) vazada pelo então ministro Guido Mantega ao BTG de André Esteves, segundo delação de Antônio Palocci, promoveu uma verdadeira festa: entre 31 de agosto e 1º de setembro de 2011, o fundo Bintang, administrado pelo BTG, saltou de 252,84% de rentabilidade acumulada para 335,76%. E Palocci confessou à Polícia Federal que a manobra teria rendido a Lula 10% dos lucros da BTG e R$ 9,5 milhões à campanha de Dilma Rousseff em 2014.

 

Para o monotrilho

O Diário Oficial da União publica a concessão de garantia da União para operação de crédito externo a ser celebrada entre o Estado de São Paulo e a Cooperação Andina de Fomento no valor de US$ 296 milhões (quase R4$ 1,2 bilhão) para financiamento parcial do Projeto “Rede Metroferroviária de São Paulo” – Implatação da Linha 17 – Ouro – Sistema Monotrilho – Trecho 1.

Fechar Menu