Exonerações

 

O diário oficial do Município publica nesta quinta-feira, o ato de exoneração dos secretários Tiago Biagioni (Serviços Públicos) e Tiago Cavelagna (Planejamento). Segundo informação de um release distribuído pela secretaria de comunicação, para o lugar de Cavelagna o prefeito deve nomear o atual secretário adjunto Antonio Carlos Alvise, já para substituir Biagioni, o nome comentado é de Marcos Salles, embora o prefeito tenha também convidado para assumir a pasta o suplente de deputado Ulisses Guimarães.

 

Que beleza!

Por quatro votos a três, os conselheiros do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais (TCE-MG), decidiram aprovar, com ressalvas, as contas de 2018 do ex-governador Fernando Pimentel (PT). Na manhã desta quarta-feira o conselheiro Cláudio Terrão, que havia pedido vistas do processo, decidiu acompanhar o parecer que pedia a rejeição das contas; ele era o último a votar.

Foi exatamente neste ano que o governador caloteiro complicou a vida dos prefeitos ao se apossar dos recursos referentes ao IPVA e ICMS que deveria ter repassado para as prefeituras, complicando financeiramente a vida de muitos municípios.

 

Com os ambulantes

Um grupo, formado por uma dúzia de ambulantes, se reuniu ontem à tarde no plenário da Câmara Municipal, com o vereador e presidente da Casa, Carlos Roberto de Souza, que é autor de uma proposta que tem como objetivo a legalização do comércio ambulante na cidade, proposta que encontra resistência por parte da Associação Comercial e até mesmo entre os vereadores.

Na reunião de ontem, da qual participou também o vereador Paulo Tadeu, os ambulantes formaram uma comissão para tratar do assunto. A proposta do presidente da Câmara é formar um grupo de cinco vereadores para em conjunto com os ambulantes, discutir o problema com representantes da ACIA e do Poder Executivo.

Fechar Menu