Fora dos limites

Durante evento realizado na sede do Tribunal de Contas do Estado, nesta segunda-feira, o Governador Romeu Zema declarou que a situação financeira do governo é muito grave e muitos dos limites prudenciais estabelecidos pela legislação para controle dos gastos já foram ultrapassados.

O governador comparou a situação do Estado com a de uma família que gasta mais do que ganha. “Não adianta a família ganhar na loteria e continuar gastando da mesma maneira”, comparou Zema.

Qualquer semelhança com a Prefeitura de Poços não é mera coincidência, e sim, uma realidade uma vez que por aqui ocorre a mesma coisa, a prefeitura gasta mais do que arrecada e mesmo ganhando na loteria (já retirou 300 milhões do DME), continua com a gastança descontrolada e aumentando cada dia mais as suas dívidas com fornecedores, prestadores de serviço, com o IASM e principalmente com o INSS.

 

A ilegalidade continua

Mesmo sendo considerada ilegal, a cobrança dos 10 reais pelo atraso no pagamento da zona azul continua sendo cobrada pelos monitores, principalmente de motoristas com placas de outras cidades.

Ontem pela manhã, uma das monitoras, na esquina da Rua Prefeito Chagas com a Praça Pedro Sanches, próximo a agência do Banco Itaú, insistia em receber de um motorista de Pouso Alegre, os 10 reais, a título de “advertência”, se recusando a receber pelo tempo que ele se dispunha a pagar para permanecer estacionado.

Ao ser interpelada por este jornalista, sobre a ilegalidade na cobrança, a monitora afirmou que estava seguindo ordens “do chefe” e que a cobrança é autorizada pela prefeitura. Então…

 

Papo de ônibus

Quem pensa que a população não discute política e os políticos, se engana. No início da tarde de ontem, dois rapazes usando camisetas com emblemas das empresas Circullare e DMAE, no interior de um coletivo com destino a zona sul, trocavam palavras em alto tom sobre o tema. Um deles disse que o prefeito Sérgio Azevedo está na função errada, que deveria ser o chefe do setor de Parques e Jardins, porque só se ocupa com essas duas coisas.

O outro ainda fez uma avaliação sobre a escolha do ex-prefeito Paulinho Courominas para a direção do DMAE. Disse que ele foi adversário do atual prefeito nas eleições passadas, e que a sua nomeação para o DMAEé uma tentativa de levantar a moral para que ele possa ser o vice em 2020.

Um terceiro personagem entrou na conversa dizendo que Courominas tem uma coisa boa, recebe todo mundo em seu gabinete e que é muito procurado pela população, sendo completamente diferente de Thiago Cavelagna, ex´diretor do DMAE, que segundo ele, não tinha um relacionamento aberto com a comunidade e muito menos com os funcionários.

 

De olho no futuro

Quem imagina que o Partido dos Trabalhadores está dormindo de touca está redondamente enganado. De olho no fraco desempenho da administração comandada pelo prefeito Sérgio Azevedo, ele se reorganiza para a disputa da eleição municipal quando tentará reconquistar a prefeitura, tudo indica, com o ex-prefeito Eloisio.

A escolha do vereador Paulo Tadeu para a presidência da legenda foi apenas mais um passo nessa direção e segundo ele, a próxima meta será abrir diálogo e conversar com o grupo mais jovem de foi derrotado na disputa, mas afirma ser importantíssimo parta atingir o objetivo principal.

“A tarefa agora é abrir o diálogo com todos os petistas com o objetivo de fortalecer o partido, reorganiza-lo e prepará-lo para s próximas eleições. Minha primeira iniciativa será abrir o diálogo com os líderes da chapa “Em tempos de Guerra…”, pela sua importância e pela grande contribuição que deram ao processo eleitoral direto em Poços de Caldas.

Fechar Menu