Intervenções no Jardim Kennedy

A Prefeitura está dando todo o suporte para as famílias atingidas por um alagamento pontual, na rua Magnésio, no bairro Jardim Kennedy. As casas atingidas estão sendo vistoriadas pela Defesa Civil e Secretaria de Promoção Social, que está visitando famílias atingidas, verificando inclusive a possibilidade do benefício do auxílio aluguel ou encaminhando-as para abrigos do município.

Mesmo com a forte chuva desta madrugada, com mais de 100 milímetros, o ribeirão Platina, que corta o bairro, não transbordou, graças às obras que foram realizadas nas margens, com construção de muros de gabião e alargamento do leito do ribeirão. A rua Magnésio situa-se na parte baixa do bairro, mais sujeita a alagamentos.

Na avenida Platina, que sempre sofreu com inundações, não houve transtornos, assim como em 95% do bairro. Logo pela manhã, equipes da Prefeitura se dirigiram ao local e deram todo o suporte aos moradores. O prefeito Sérgio Azevedo também esteve no local, inspecionando os trabalhos e se solidarizando com as famílias atingidas.

A equipe do Centro de Referência de Assistência Social – CRAS Sul Apoio II – está de prontidão, inclusive com maior número de técnicos disponíveis, que foram realocados para auxiliar no trabalho; o município recebeu, em doação, grande quantidade de gêneros alimentícios arrecadados por uma campanha local. As pessoas residentes na área atingida que precisarem de benefícios como auxílio-aluguel e cesta básica, por exemplo, devem procurar o CRAS Sul Apoio II (Rua Ágatha, 171, Jardim Kennedy II – Telefone 3697-2632.

Ainda há previsão de chuvas intensas para o Sul de Minas nos próximos dias. A Defesa Civil está monitorando e acompanhando todas as solicitações. Foi criado um grupo emergencial envolvendo várias secretarias onde o maior número possível de informações sobre solicitações e ocorrências é disponibilizado a todos, para que haja rapidez nos atendimentos e ações preventivas possam ser efetivadas.

A orientação é que os casos de inundação, alagamentos ou deslizamentos sejam imediatamente repassados à Defesa Civil, Bombeiros, Guarda Municipal e Polícia Militar, para que o atendimento seja direcionado. Os moradores, dentro das possibilidades, devem deixar os imóveis atingidos imediatamente e aguardar o socorro. Nos casos de alagamentos nas vias, os motoristas não devem arriscar a atravessá-los e acionar o Demutran para a sinalização ou intervenção necessária, dirigindo, durante as chuvas, com máxima cautela e faróis acesos. Evitem estacionar veículos embaixo de árvores e em áreas de risco de deslizamento ou alagamento.

 

Projeto que proíbe comercialização de cerol é aprovado

Aprovado por unanimidade em segunda discussão na última terça-feira (11), o projeto de lei n. 50/2019 acrescenta dispositivos ao Código de Posturas do Município, proibindo a comercialização e o uso de cerol, linha chilena e outros produtos similares em Poços. A matéria é de autoria do vereador Marcelo Heitor (PSC).

A Lei n. 9.166/2016 (Código de Posturas) passará a vigorar acrescida do artigo 2019-A, que estabelece a proibição de qualquer material cortante nas linhas de pipa, papagaios e de semelhantes artefatos lúdicos utilizados para fins recreativos ou não. A norma prevê, ainda, que o menor flagrado na prática da atividade vedada pelo novo dispositivo será encaminhado ao Conselho Tutelar dos Direitos da Criança e do Adolescente para as providências cabíveis.

Com a aprovação em segunda discussão, o projeto segue para sanção do chefe do Executivo e publicação no Diário Oficial do Município. A proposição está disponível para consulta no Portal da Câmara.

Fechar Menu