Medida favoreceria os tucanos

Caso a PEC venha a ser aprovada, a administração tucana seria altamente favorecida uma vez que o maior problema que o chefe do executivo enfrenta nos dias de hoje é exatamente o pouco tempo que dispõe para executar as obras planejadas até final do mandato.

Com mais dois anos à frente da prefeitura, essas obras estariam concluídas e o prefeito contaria ainda com um bom reforço de caixa que é o pagamento dos quase R$ 100 milhões de repasses atrasados que o governador Romeu Zemacomeça a pagar a partir de fevereiro do próximo ano.

Com o fim do mandato coincidindo com as eleições gerais, a administração tucana receberia ainda o reforço dos candidatos a deputado, governador, senador e presidente.

Caso a PEC prospere no Congresso é quase certo que ela virá acompanhada de uma cláusula extinguindo a reeleição para os cargos no executivo.

Fechar Menu