Não é bem assim

Por falar no Partido Novo, uma das bandeiras da legenda do governador Zema proposta com insistência durante a campanha eleitoral é a redução da carga tributária no Estado, ou pelo menos era, antes de o governador ser eleito.

Senão vejamos, o deputado estadual eleito pelo partido, Guilherme de Paula, procurou o deputado Alencar da Silveira Júnior (PDT), antes do encerramento dos trabalhos na Assembleia Legislativa no ano passado, pedindo que ele retirasse duas emendas que estava propondo para ser incorporadas ao Projeto de Lei 5.408/18, do governador Fernando Pimentel, que propunha benefícios para a área de laticínios, agropecuária e geração de energia eólica.

As emendas do deputado Alencar incorporavam ao projeto a redução da alíquota do ICMS (Imposto Sobre Circulação de Mercadorias) sobre o preço dos combustíveis. O projeto acabou sendo aprovado sem as emendas do deputado Alencar.

Questionado sobre o assunto o deputado Guilherme confirmou o pedido, acrescentando que era também uma reivindicação do vice-governador eleito, Paulo Brant, porque a situação financeira do Estado não permite a redução de impostos. Ou seja, nem toda promessa de campanha pode ser cumprida quando se está no governo.

Fechar Menu