“Ou eu (Bruno Covas), ou ele (Aécio)”

Depois de o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), dizer que o deputado federal Aécio Neves deveria sair espontaneamente do partido, o prefeito de São Paulo Bruno Covas foi ainda mais incisivo nesta quarta-feira e defendeu que o mineiro seja expulso . Em resposta ao diretório do PSDB de Belo Horizonte, que ameaçou pedir também sua expulsão, Covas afirmou que a sigla deve escolher entre ele ou Aécio.

Fechar Menu