Pedintes rejeitam oferta de emprego

No mesmo programa, ao abordar o problema dos pedintes que vivem nas ruas importunando as pessoas, o prefeito disse que este problema só será resolvido com a colaboração da população ao se recusar a dar esmolas. Disse o prefeito que o município oferece todo tipo de assistência e mesmo assim, muitos desses pedintes preferem continuar nas ruas pedindo esmola.

Uma declaração importante do chefe do executivo foi que até emprego é oferecido aqueles que querem mudar de vida e trabalhar para receber salário e ter uma vida decente. Segundo Sérgio, o problema é que a maioria não aceita a oferta de emprego e prefere continuar na mendicância.

Quanto aqueles que necessitam de assistência para internação o prefeito afirmou que o município dispõe de convênio com entidades assistenciais, mas alguns, como um senhor que permanece na Praça Pedro Sanches dia e noite e possui temperamento agressivo, é que a oferta de internação é recusada e para que isso seja feito através de medida compulsória se faz necessária a colaboração do Judiciário, o que nem sempre acontece.

No presente caso, segundo disse o prefeito, o cidadão estava internado, acabou o período de internação ele foi liberado e voltou a morar na praça provocando reclamação dos frequentadores que são por ele importunados.

Fechar Menu