Retirado da lista

O governo dos Estados Unidos publicou, nesta segunda-feira, uma norma que retira o Brasil da lista de nações consideradas em desenvolvimento e que dava ao país privilégios comerciais. Além do Brasil, foram afetados outros 18 países, como Índia, Colômbia e Argentina, que agora podem ser alvo dos EUA caso seja comprovado que eles subsidiam produtos acima de um determinado teto, por exemplo. Segundo a nota, o principal objetivo de Donald Trump é reduzir o número dos países em desenvolvimento que poderiam receber tratamento especial sem serem afetados por barreiras contra seus produtos.

 

PEC surpreende

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, decidiu colocar a proposta de emenda à Constituição que altera a forma de provimento dos cargos no Supremo Tribunal Federal como um dos 10 assuntos prioritários para este ano. O ato de Alcolumbre surpreendeu os integrantes da mais alta Corte do país e gerou fortes reações nos bastidores. De acordo com a PEC, os ministros do STF passariam a ser escolhidos pelo presidente da República entre os integrantes de uma lista tríplice. Os votantes seriam representantes do Poder Judiciário, o procurador-geral da República e o presidente do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil.

 

Cabral acusa Adriana Ancelmo

Em depoimento ao juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal, o ex-governador do Rio Sérgio Cabral Filho afirmou pela primeira vez que Adriana Ancelmo, com quem vivia antes de ser preso, sabia da existência de um caixa paralelo no escritório de advocacia em que era sócia. “Ela sabia que meus gastos eram incompatíveis com a minha receita formal”, disse Cabral. Ele também confirmou, na audiência na tarde desta segunda-feira, 10, ter fechado acordo de delação premiada com a Polícia Federal

 

Senador denunciado

A Procuradoria-Geral da República denunciou, nesta segunda-feira, 10, o senador Ciro Nogueira por supostas propinas de R$ 7,3 milhões da Odebrecht. A ele, o Grupo da Lava Jato na PGR atribui os crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Seu assessor, Lourival Nery, apontado como suposto intermediário dos repasses da empreiteira, também foi denunciado. A peça ainda acusa outras quatro pessoas, incluindo ex-executivos da Odebrecht.

 

Grave desigualdade

Em nota técnica, a procuradora federal dos Direitos do Cidadão, Déborah Duprat, afirmou que o Plano Mais Brasil, pacote de reformas do ministro da Economia, Paulo Guedes, é inconstitucional e deve aumentar o ‘grave quadro de desigualdades existentes no país’. O documento foi encaminhado ao Congresso Nacional, para subsidiar o debate dos parlamentares, que serão responsáveis pela votação das medidas do Planalto.

Fechar Menu