ULISSES GUIMARÃES

Ulisses Guimarães fica na primeira suplência e se diz surpreso com a votação recebida

Natural de Poços de Caldas, Ulisses Suaid Porto Guimarães Borges foi candidato a deputado estadual pelo PTB nas últimas eleições, quando obteve a expressiva votação de 48.295 votos. Não conseguiu se eleger, mas ficou na primeira suplência.

Veterinário, solteiro e prefeito da vizinha cidade de Caldas até bem pouco antes de se afastar do mandato para concorrer a uma cadeira na Assembleia Legislativa de Minas Gerais, Ulisses se considera tranquilo, simples, sonhador, inquieto e inconformado com injustiças, em especial as injustiças sociais. “Sou um jovem determinado, que sente muito prazer em servir ao próximo e tem sua recompensa no sorriso de alegria que recebo de quem foi servido”, garante.

Batalhador e destemido, ele gosta de desafios. “Sou alegre, sorridente e gosto de gente. Vi na política o melhor caminho para conseguir ver os frutos do meu trabalho atingirem positivamente o maior número de pessoas possíveis”, declara.

Ulisses acredita que já nasceu com essa veia política, uma vez que desde criança se interessa pelo tema e por trabalhos sociais. “Desde que me entendo por gente gosto de estar no meio do povo ajudando de alguma forma. Meu pai teve uma breve carreira política em Caldas, quando eu ainda era muito criança, acredito que ajudou a influenciar também, mas o gosto é meu mesmo”, justifica.

Ele reconhece que ainda a maioria dos jovens hoje em dia não se interessa por política e acredita que isto é um erro, pois todos os nossos atos enquanto cidadãos e na nossa relação social do dia a dia passam necessariamente pela política. “Acredito que, com os péssimos exemplos dados pelas últimas gerações de políticos, a política venha sendo confundida como sinônimo de corrupção e por isso acabou afastando as novas gerações’, avalia, acrescentando que há pessoas corruptas, mas que a política sempre vai existir e por isso mesmo precisamos nos envolver para que cada vez mais pessoas boas possam exercer a política na sua essência, que é a de servir ao próximo.

“É preciso que haja cada vez menos espaço para os oportunistas e para as pessoas que só querem fazer politicagem em causa própria. Se os bons não se interessarem pela política continuaremos sendo manipulados e governados pelos maus. E isso eu não quero, por isso tento fazer minha parte”, defende.

Sobre 2018, Ulisses diz que será um ano inesquecível na sua vida e que, apesar da pouca idade, seus 6 anos de atividade política lhe fazem sentir experiente, uma vez que nunca foi acomodado, lembrando que tem 29 anos de idade e que assumiu seu primeiro cargo eletivo como prefeito aos 22.

“Sempre disse que via na política o melhor caminho para que os frutos do meu trabalho atingissem positivamente o maior número de pessoas possíveis, por isso mesmo resolvi encarar o desafio de candidatar a deputado. Já me sentia preparado e sabia que teria condições de disputar com algumas chances de ser eleito, mas confesso que meus planos ficavam em um patamar de 35 a 40 mil votos no máximo, portanto, os quase 50 mil votos que recebi me deixaram surpreendentemente feliz e mostraram que minha responsabilidade hoje é maior do que eu poderia imaginar”, garante.

Apesar da suplência, Ulisses enfatiza que continuará lutando para ajudar a cidade e região da forma como for possível e retribuirá essa confiança cada vez mais com trabalho e dedicação. “Além do mais, como primeiro suplente, existe sempre a possibilidade de assumir o mandato a qualquer momento”, destaca.

Na semana passada ele foi diplomado e, portanto, está apto a assumir um mandato como deputado a qualquer momento, caso surja a oportunidade.

Sobre a decisão de ter deixado o mandato de prefeito para concorrer como deputado, Ulisses garante que não se arrepende das suas escolhas. “A votação expressiva que recebi mostra que tenho todas as condições de me colocar como opção para representar o povo mineiro em Belo Horizonte. Como prefeito de Caldas aprendi muito e, mais do que isso, mesmo enfrentando um período inédito na história republicana desse país com 3 anos seguidos de recessão e a combinação das piores crises econômicas e políticas que já existiram, acredito ter cumprido bem minha missão perante ao povo caldense”, lembra.

Segundo ele, teve uma gestão inovadora, participativa e acima de tudo eficiente, priorizando a educação, saúde e obras de Infraestrutura que melhoraram a vida das pessoas. Destaca a construção de Unidades de Saúde, ampliação dos atendimentos médicos, a melhora do hospital, o cuidado com mais humanidade dos pacientes, a construção  da primeira creche pública da cidade, reforma de escolas, qualificação e a  melhora da remuneração dos professores, a implantação do material didático do mesmo nível de escolas particulares nas nossas escolas públicas, a oferta gratuita de material escolar para todas as crianças, a melhora no transporte escolar, a instalação polos de educação a distância para formação em cursos de nível superior, a oferta de transporte gratuito aos universitários que estudam em Poços e São João da Boa Vista.

“Passamos a fornecer merenda escolar de qualidade com cardápio balanceado por nutricionistas e em mais quantidade e frequência, construímos pontes, asfaltamos ruas de bairros que há mais de 40 anos estavam na terra convivendo com poeira e lama, pavimentamos as rodovias municipais que fazem as ligações com os Distritos de Santana de Caldas e São Pedro de Caldas levando progresso para àquelas localidades e qualidade de vida para os moradores. Além disto, incentivamos nossos produtores rurais, cuidamos do nosso turismo e entregamos a reforma completa do Balneário de Pocinhos do Rio Verde, resgatamos e melhoramos as nossas festas tradicionais e culturais, recuperamos e reformamos espaços públicos de lazer e cultura, renovamos a frota municipal, iniciamos a construção do Ginásio Poliesportivo Municipal de Caldas que é um sonho antigo da população, construímos e cobrimos quadras esportivas nas escolas, reajustamos os salários dos servidores municipais com índices acima da inflação do período, mantivemos pagamentos e contas sempre em dia”, destaca, lembrando que saiu da Prefeitura com todas as  suas contas de governo aprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado.

“Dediquei-me e acredito ter feito muito por Caldas mesmo em tempos de crise, por isso me sinto com a missão cumprida e tentei buscar voos mais altos justamente para também ir além às conquistas e poder ajudar toda região e transformar para melhor a vida de mais pessoas”, diz.

Quanto ao novo modo de fazer campanha eleitoral, com uma grande participação dos eleitores nas redes sociais em defesa de seus candidatos, Ulisses considera que há tanto o lado positivo quanto negativo. “Sem dúvida a tecnologia ajuda a aproximar as pessoas e, principalmente, se bem usada, facilita o acesso a informação. É um caminho sem volta e todos devemos saber aproveitar o ambiente das redes sociais para estarmos conectados com as pessoas e, no caso dos políticos, passando sempre informações e dando satisfações para todos que representamos”, defende.

Lamenta, no entanto, que exista gente que pense que internet é terra sem lei. “Há aqueles que são maus e fazem mau uso dessas ferramentas disseminando notícias falsas, fazendo publicações mentirosas e que não tem nenhum outro objetivo a não ser denegrir e destruir reputações de adversários. Esse lado das redes sociais é triste e algumas pessoas ainda se deixam ser manipuladas”, destaca, recordando que ele mesmo foi vítima de pessoas mesquinhas que o atacaram com mentiras e difamações na tentativa de destruir sua imagem.  “Mas confesso que isso não me atinge. Não costumo dispersar energia com esse tipo de agressão covarde, até porque eu digo que a verdade sempre prevalecerá, ainda que demore um tempo para aparecer”, enfatiza, acrescentando que apesar de ser jovem ainda prefere o contato olho no olho, o aperto de mão e uma boa conversa.

Para ele, estamos em uma fase de transição onde o eleitor está mais atento e pesquisando mais sobre o seu candidato. “Antigamente os políticos eram honrados, respeitados e sabiam retribuir esse respeito em forma de trabalho para o povo, mas recentemente, nas últimas décadas, muitos políticos abusaram dessa confiança dada pelo povo e banalizaram a honra de ter uma função pública utilizando-se de seus cargos para benefícios próprios por meio de esquemas de corrupção e isso levou a este novo momento em que as pessoas não toleram e nem aceitam mais este tipo de comportamento”, garante.

Ulisses está confiante em Jair Bolsonaro para presidente e Romeu Zema para o governo de Minas. “Acredito haver boas propostas dos dois governantes. Há também o que não concordo, mas temos que torcer desde já e sempre para que sejam excelentes gestores e consigam implementar as propostas que, de fato, trarão melhorias para a vida de cada mineiro e cada brasileiro. Veremos se terão habilidade de aprovar o que for necessário, se nossos deputados estão realmente sensíveis as demandas da população e não farão politicagem na Assembleia e na Câmara. De minha parte estarei torcendo e, no que for possível, contribuirei sempre para que os governos sejam exitosos, onde o sucesso será sempre medido pela melhoria na qualidade de vida das pessoas’, defende.

Concluindo, Ulisses diz que é um eterno otimista, lutador, incentivador, positivista e que jamais pensa em desistir, mesmo diante dos cenários mais adversos. Portanto, sua expectativa é sempre das melhores. “Acredito em uma gradual e sensível melhora dos indicadores econômicos, com muito mais gente empregada, gerando riquezas e melhorando sua qualidade de vida. Espero a redução da pobreza e da violência, desejo que isso aconteça. Precisamos acreditar e cada um fazer sua parte para que tudo seja melhor. Mais empatia, respeito e amor pelo seu próximo! Estamos todos no mesmo barco”, finaliza.

Fechar Menu